Arquivo da tag: varrição

Time do Brasil chega hoje em São Paulo

“Eu não quero ir embora”, falava Lene. “Quero ser voluntária na Copa do Mundo de Criança de Rua em 2014”, disseram Rogéria e Thamires. “E eu quero levar todo mundo que participou dessa Copa pro Brasil”, completou Vicente. Foi com muitos pedidos de quero mais que o time do Brasil deixou Durban a bordo de um avião da TAP e aterrissou em São Paulo hoje pela manhã. 

Difícil foi conseguir dormir no voo com tantas lembranças e saudades antecipadas do evento que acabou. Como decidir o momento predileto entre tantos tão memoráveis? Para Jimena Page, fundadora da ABC Trust, os três melhores foram quando a Inglaterra levantou a bandeira do Brasil após a vitória sobre nosso time; o Shosholoza, tema da vitória da África do Sul no mundial de Rugby de 1995, cantado em uníssono por todos os países no final da exposição de arte, em plena Galeria de Artes de Durban; e quando o diretor da escola Hillgrove Secondary School, que recebeu o Brasil para fazer as atividades de arte advocacy, fez um discurso de despedida entregando medalhas a todos os envolvidos com a participação do Brasil na Copa do Mundo de Criança de Rua e afirmou ter mil e duzentas crianças rezando por eles todos os dias desde o dia em que eles se conheceram. 

  

Mas como esquecer Brasil e Filipinas trocando informações sobre a realidade social dos países, na Conferência sobre os Direitos das Crianças de Rua? A surpresa de nossas crianças ao perceber que países tão distantes compartilham realidades tão parecidas? E ao vê-las falando como gente grande, que criança de rua não é pauta de campanha de nenhum candidato e que isso seria cobrado por elas na próxima eleição? Ou ainda da recepção do vice-prefeito de Durban no estádio de futebol em que a seleção brasileira estreia na Copa contra Portugal? Não tem como. 

Rodrigo, David, Jimena e Douglas ao lado do vice-prefeito de Durban

 

Assim como também não dá para deixar de lado os grupinhos de bate-papo que rolavam de noite, entre crianças que não compartilhavam nem mesmo uma palavra em comum. Por horas, viam-se meninos e meninas do Brasil conversando com jovens da Ucrânia, da Inglaterra e da Nicarágua. Valia tudo para completar a comunicação: mímicas, gestos e sorrisos. Muitos sorrisos. 

Sorrisos que, apesar dos pesares, também não saiam do rosto dos sulafricanos por nem um minuto. Eles, que têm sido perseguidos por ações de varrição das ruas por parte da polícia metropolitana, em função da Copa da FIFA, como mostra o vídeo da Umthombo, a organização que representou a África do Sul no evento. 

 E a vibração de todos os times no futebol? Os aplausos das quase 80 crianças participantes para a vencedora Índia.  A visita à reserva natural, a primeira vez que tantos deles viram um rinoceronte na vida. A patinação no gelo, as aulas de surfe, a apresentação cultural de tantos países, o Brasil fazendo todos os times levantar poeira juntos? É coisa demais para se lembrar. 

Melhor do que guardar essa experiência na lembrança é fazer dela a base de tudo o que ainda virá pela frente: a Copa do Mundo de Criança de Rua de 2014 no Brasil, a campanha que se seguirá até lá, as vozes das crianças de rua que tanto têm para contar. Tudo isso foi só o começo. Os jovens do Brasil ainda têm muito que dizer. E nós da ABC Trust, do Projeto Quixote, da São Martinho e todos os envolvidos na Copa do Mundo de Criança de Rua vamos ajudá-las a se fazerem ouvir.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em África do Sul